blog, Maquiagem
Deixe um comentário

O SANTO GRAAL DA PELE PERFEITA

Pele natural destaque

Tenha em mente que por mais problemática que seja a sua pele, a cobertura nunca deve ser total. Identifique seu tipo de pele e busque produtos adequados.

Para um resultado menos artificial, é fundamental que se perceba um pouco dos poros, que se consiga ver através da maquiagem, evitando assim uma pele carregada ao extremo, o que acaba envelhecendo o look.

A textura da base é muito importante, dê preferência ao uso de bases que aceitem o efeito cumulativo, ou seja, que permitam trabalhar em camadas, chegando assim no limite entre uma boa cobertura e uma certa transparência.

Para quem tem a pele ótima, na maioria das vezes um simples corretivo nas áreas críticas e uma fina camada de pó, controlam a oleosidade e homogeniza o tom da pele.

O modo convencional de se preparar a pele é: comece aplicando a base em toda a extensão do rosto, orelhas e pescoço – se estiver a mostra, a base deverá ser da cor mais próxima possível do seu tom de pele natural.
A base terá como principal função homogenizar, e cobrir sutilmente pequenas manchas, marcas ou diferentes tonalidades da pele. O ideal é que se tenha uma cobertura de no máximo 40%.

O próximo passo é a aplicação do corretivo, e normalmente são necessários dois tons:
Um ou dois tons de corretivo abaixo do seu tom natural para as olheiras. Essa cobertura também servira para iluminar a maquiagem. E outro de uma cor próxima ao tom da pele, para o resto das regiões do rosto.

E o último item, da pele convencional, é a aplicação de um pó (solto ou compacto) para imprimir uma textura aveludada e controlar as zonas de brilho (oleosidade).

Indicações de Duda Molinos:
1. Base High Definition SMASHBOX
2. Corretivo Hight Definition Liquid Concealer SMASHBOX

Veículo: Vogue Beleza
Fotografia: Tiago Molinos
Modelo: Taís Humpel
Beleza: Duda Molinos